O projeto “Interleucina 6 (il-6) e interleucina 8 (il-8) como preditores de infeção bacteriana em doentes oncológicos pediátricos com neutropenia febril”, de Ana Catarina Cordeiro, do Serviço de Oncologia do Hospital Pediátrico de Coimbra, é o vencedor da 3ª edição do Prémio Rui Osório de Castro/Millennium BCP.

A entrega do prémio acontece no decorrer do 5º Seminário de Oncologia Pediátrica, que terá lugar no IPOFG do Porto, no próximo dia 16 de Fevereiro.

As duas entidades renovaram para mais três edições o protocolo de cooperação, no qual atribuem, anualmente, o galardão no valor de 15 mil euros. Ora, entre os critérios de avaliação para a seleção do projeto vencedor estão, entre outros, a sua pertinência e relevância, a inovação e originalidade e o rigor científico.

Destaque, também, para as duas menções honrosas atribuídas pelo júri ao projeto “Desenvolvimento de uma abordagem terapêutica molecular para a Neurofibromatose tipo 1 através de exon-skipping”, de Sandra Alves, do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, que vê o seu projeto ser distinguido pelo segundo ano consecutivo, e ainda para o projeto “O papel da inflamação no microambiente da leucemia linfoblástica aguda de células t”, cujo autor é Delfim Duarte, do Instituto de Investigação e Inovação em Saúde, IPO-Porto e Faculdade de Medicina da Universidade do Porto.