O facto de as crianças, antes dos 12 anos, terem acesso a smartphones ou tablets pode originar alguns problemas no seu desenvolvimento. Dois grandes institutos especializados na América do Norte, nomeadamente a Sociedade Canadiana de Pediatria e a Academia Americana de Pediatria, foram responsáveis por uma série de estudos sobre o tema.

A conclusão a que chegaram é bem interessante. Os peritos verificaram os seguintes problemas causados pelos aparelhos eletrónicos nos jovens até 12 anos:

 

  1. Excesso de radiações

Há algo em que os cientistas são unanimes: as crianças são mais sensíveis aos agentes radioativos do que os adultos. Por isso, pesquisadores canadianos acreditam que a radiação dos celulares devia ser considerada «provavelmente cancerígena» para crianças.

 

  1. Desenvolvimento cerebral

Os cérebros dos bebés crescem muito rapidamente nos primeiros anos de vida. Até completar 2 anos, uma criança tem seu órgão triplicado em tamanho. Nesse período, os estímulos do ambiente — ou a falta deles — são muito importantes para determinar o quão eficiente será o desenvolvimento cerebral. Alguns estudos mostram que a superexposição a dispositivos eletrónicos nesse período pode ser prejudicial.

 

  1. Obesidade

Este é um dos maiores problemas do século XXI. Uma das causas apontadas para o seu crescimento, também pode ser a ligação com o uso excessivo dos vários aparatos eletrónicos. Estima-se que as crianças com aparelhos no próprio quarto têm 30% mais chance de serem obesas do que outras.

 

  1. Stresses emocionais

Estudos de diversas partes do mundo ligam diretamente a utilização excessiva de tecnologia com uma série de distúrbios emocionais. Entre os mais citados pelos pesquisadores estão a depressão juvenil, ansiedade, autismo, transtorno bipolar, psicose e outros comportamentos erráticos.

As crianças tendem a repetir comportamentos dos adultos e de personagens que consideram referências. Logo, a exposição a jogos e filmes com violência excessiva pode causar problemas de agressividade também nas crianças.

 

  1. Perturbações no sono

A constante utilização de smartphones, tablets ou outros aparelhos eletrónicos pode acabar por gerar dependência em diversos graus. Um dos problemas relacionados com isso está no facto de muitas crianças deixarem de dormir para jogar, navegar ou conversar. Além das possíveis consequências psicológicas causadas por isso, a falta de sono noturno pode gerar problemas de crescimento nas primeiras etapas da vida.