Este ano, o Parque Eduardo VII volta a ser o palco da Feira do Livro de Lisboa. A partir de amanhã, dia 29 de maio, até ao dia 16 de junho, vai ter oportunidade de visitar 138 pavilhões, com dez novas marcas editoriais num total de 636. Segundo dados da organização, na edição anterior, 492 mil pessoas visitaram a Feira do Livro de Lisboa.

Uma das novidades desta edição é o espaço Novos Participantes. A sua criação deve-se ao aumento do número de editores e livreiros que chegam pela primeira vez à Feira do Livro de Lisboa. A sala Sensório Forbrain também é uma novidade, que vai estar equipada com material para estimulação sensorial e aberta a todos os visitantes.

Por outro lado, a Hora H já é frequente na Feira do Livro de Lisboa e caracteriza-se pela oportunidade de acesso a livros com descontos. No entanto, apenas estão previstos livros que tenham sido lançados há mais de 18 meses. Esta hora acontece de segunda a quinta-feira, às 21 horas, na segunda e terceira semanas do evento.

As Bibliotecas Municipais de Lisboa, à semelhança do ano passado, são responsáveis pelo desenvolvimento da programação cultural do evento, com especial atenção ao público infantil, famílias e escolas.

Este ano, uma das práticas sustentáveis adotadas pela organização é a distribuição de 60 mil sacos de papel, com o intuito de promovê-los como suporte natural, renovável, reciclável e biodegradável. Além da existência de um parque para estacionar bicicletas ou outros meios de transporte amigos do ambiente.

Para outras informações e a programação completa desta edição consulte a página online da Feira do Livro de Lisboa.