A importância da presença do Pai em todos os momentos da gravidez

A figura de um casal unido tem a sua maior relevância no momento em que trazem outro ser ao mundo. O homem tem uma importância gradual na gravidez e na partilha dos momentos associados quase em exclusivo à mulher, que vive sozinha, ainda assim, o impacto físico da maternidade.

Contudo, cada vez mais, o homem está a deixar o cargo de espetador durante os diferentes estágios de uma gravidez. A responsabilidade da maternidade pode ser repartida pelo casal. Em momentos tão delicados como a gravidez e o pós-parto, em que o cuidado em torno da mulher assume natural protagonismo, o pai pode ter um papel cada vez mais ativo e ajudar a construir uma parentalidade saudável. Conceito ideal na formação de uma pessoa.

Com efeito, vários estudos atestam que as mulheres, quando apoiadas têm uma experiência mais positiva. Dai ser muito importante que os pais consolidem a sua posição de base da mulher, para serem o seu maior apoio no nascimento e crescimento do bebé, fruto de ambos. Numa fase em que ainda são só dois, também a mãe pode ajudar a que o pai não se sinta posto de lado, envolvendo-o mais nas suas decisões, fazendo com que este se sinta útil.

Depois do nascimento, também é normal que o bebé ganhe maior protagonismo. O pai tenta reforçar a sua ligação com um bebé que “ganhou” corpo próprio, mas a mãe que perdeu o protagonismo não dispensa menores atenções. Pelo que é um momento que requer que o pai esteja mais ativo no seu papel “secundário”, mas importante que seja ativo no auxílio às necessidades, tanto da mãe, como do filho recém-nascido.

O pai pode mais facilmente criar laços afetivos com o bebé através de práticas tão básicas como dar banho, mudar a fralda ou simplesmente acariciar. O facto de o pai se manter presente ao lado da mãe no crescimento pode assegurar um menor risco de desenvolvimento da depressão pós-parto, pois a sua presença pode diminuir o stress e promover a autossegurança da mãe.

Hoje em dia, esta figura de um pai ativo no decurso destes momentos, anteriormente quase exclusivos à mãe, tem um destaque crescente na sociedade.