Um estudo do canal de televisão infantil Boomerang destaca a necessidade que as crianças têm de desfrutar do tempo livre

Podem os nossos filhos chegar ao ponto de estarem stressados por excesso de tantas atividades? Deveriam desfrutar de mais momentos de lazer sem terem nada programado com antecedência? Num mundo no qual crescem sobreexpostos a todo o tipo de estímulos visuais que lhes chegam através de tablets ou smartphones, que representa para eles e o que lhes oferece a televisão tradicional?

O canal de televisão infantil Boomerang acaba de tornar público um interessante estudo que revela informação sobre os comportamentos das crianças e, naturalmente, também sobre as preocupações dos seus pais. De acordo com os resultados desta investigação, crianças de apenas quatro anos de idade têm frequentemente uma agenda bastante mais ocupada que a de muitos adultos, a ponto de 54% dos pais já se terem preocupado nalguma ocasião pelo facto dos seus filhos poderem estar stressados ou a sofrer demasiado pressão.

O estudo foi realizado a partir de mais de 3.500 inquéritos junto de pais com filhos entre 4 e 7 anos de idade num total de sete países: França, Itália, Polónia, Rússia, África do Sul, Turquia e Portugal. Apesar das diferenças culturais, os padrões repetem-se com bastante semelhança nos diferentes territórios. A maior parte da agenda extraescolar é ocupada com atividades como tarefas domésticas, os deveres escolares e atividades desportivas. Cerca de metade das crianças têm previamente programadas entre 4 e 7 horas semanais fora do seu horário escolar. À volta de 11% vai ainda mais além e dedicam mais de 8 horas a essas outras “obrigações”. Demasiado? Ainda que à primeira vista possa parecer paradoxal, os próprios pais pensam que sim e dizem que os seus filhos deveriam “ter mais tempo livre”, mais até do que eles tinham nas suas idades. Talvez porque a possibilidade de não ter nada para fazer é hoje em dia um luxo cada vez menos habitual e, por isso mesmo, muito mais necessário.

E que lugar ocupa a televisão no tempo de ócio infantil? É evidente que o pequeno ecrã tem hoje concorrentes como os telemóveis, os tablets ou os videojogos, mas para as crianças a televisão continua a proporcionar um agradável espaço de inatividade que lhes permite descontrair, sobretudo quando percebem que o único objetivo desses programas é a diversão pura. É verdade que alguns pais, mais de 30% dos inquiridos, confessam não ver com muito entusiasmo os seus filhos a assistir a programas que não sejam educativos. Mas inclusivamente esses reconhecem que a televisão contribui com muitos beneficios. De acordo com o que dizem algumas das suas respostas, a televisão “proporciona-lhes tempo livre”, “permite-lhes desenvolverem-se” e principalmente “permite-lhes experimentar emoções como o humor e o riso”.

O estudo destaca precisamente o humor como uma emoção que pais e filhos podem partilhar. De facto, muitos adultos confessam que graças aos seus filhos descobriram novos tipos de humor. E em que circunstâncias ou situações se riem as crianças? A família e os amigos são a primeira fonte de risos. A segunda é a televisão.

O Boomerang, canal infantil que pertence ao grupo Turner e que está disponível em Portugal através das plataformas de televisão por assinatura NOWO e Vodafone, levou a cabo este estudo com o objetivo de conhecer melhor as crianças e poder oferecer-lhes conteúdos próximos daquilo que procuram. A boa notícia é que os programas que o Boomerang oferece alinham-se perfeitamente com os valores de descontração, diversão e humor.

“Entre os 4 e os 7 anos, as crianças entram num mundo que se torna um pouco mais sério e estruturado”, afirma Lesley Bailey, vice-presidente europeia de marketing infantil da Turner, acrecentando: “Graças a programas como Tom e Jerry, Grizzy e os Lemingues ou The Happos Family, o Boomerang oferece momentos de diversão e riso, que são muito necessários para as crianças. E oferece isso num ambiente no qual os pais podem confiar. Este estudo oferece-nos informação muito útil sobre quão intensas podem chegar a ser as vidas das crianças mais pequenas e reforça a nossa convicção acerca da importância dos momentos de descontração e diversão que lhes proporcionamos”.

As crianças e os pais em Portugal

Mas detenhamo-nos nalgumas conclusões deste estudo no que se refere a Portugal. Na mesma linha dos outros pais europeus, 70% dos pais portugueses demonstraram alguma preocupação pela quantidade de tempo que os seus filhos dedicam a obrigações extraescolares e a compromissos sociais. A preocupação dos pais e mães portugueses tem uma base estatística a julgar pela informação que eles próprios proporcionam: numa semana normal as crianças têm programadas entre 4 e 7 horas fora do horário letivo. Delas, dedicam 2 horas aos deveres escolares (recordemos que estamos a falar de crianças de idades 4-7 anos) e uma hora semanal aos afazeres domésticos. E aqui, como acontece nos restantes países, a televisão volta a aparecer como um meio no qual as crianças portuguesas encontram um espaço de puro entretenimento que os pais também valorizam. Mais de metade dos inquiridos em Portugal reconhece que a televisão ajuda as crianças a desenvolver a imaginação, a criatividade e o sentido de humor.

Boomerang em Portugal

A marca Boomerang foi criada no ano 2000 e converteu-se rapidamente numa referência no mundo da televisão infantil. O canal foi lançado em Portugal no passado mês de abril através das plataformas de televisão por assinatura Vodafone e NOWO e quer expandir-se com uma oferta destinada a rapazes e raparigas entre 4 e 7 anos de idade. O Boomerang veio completar a oferta de canais infantis da Turner, que em Portugal está também presente com o Cartoon Network, canal que desde 2013 é emitido em português.

Nos últimos anos o Boomerang pôs em marcha um ambicioso plano de produção em colaboração com a Warner Bros Studios, o qual permitiu que, através de novas séries, personagens clássicos como Tom e Jerry ou Bugs Bunny se adaptem aos novos tempos sem renunciar às suas origens.

Combinando humor, entretenimento e pura diversão, estas são as séries mais relevantes que o Boomerang oferece em Portugal…

O SHOW DE TOM E JERRY

O gato e o rato mais famosos do mundo estão de volta com a estreia no Boomerang das novas aventuras da incompatível dupla em O Show de Tom e Jerry, série que, sem perder de vista o espírito e as personagens da original, acrescenta novas e brilhantes cores às hilariantes aventuras dos eternos rivais, uma das duplas mais amadas de sempre na história da animação.

BE COOL, SCOOBY-DOO!

Scooby-Doo, o cão-detetive mais medricas da televisão, e os restantes elementos do grupo estão de volta com mais aventuras assustadoras em Be Cool, Scooby Doo!, série em destaque na programação do canal Boomerang e na qual este famoso personagem do mundo da animação e os seus companheiros Shaggy, Fred, Velma e Daphne tentam desvendar novos mistérios.

NEW LOONEY TUNES

Há muitas décadas que os Looney Tunes encantam miúdos e graúdos por todo o planeta, ganhando reputação de serem os desenhos animados mais engraçados da história da animação. Agora, a nova geração de espetadores vai poder deliciar-se com The New Looney Tunes: uma série televisiva de desenhos animados com origem na Warner Bros. e baseada nos personagens das clássicas curtas-metragens de animação Looney Tunes e Merrie Melodies que fizeram as delicias de várias gerações.

A CORRIDA MAIS LOUCA DO MUNDO

A série televisiva A Corrida Mais Louca do Mundo emitida pelo Boomerang é um “revival” do clássico animado com o mesmo nome e conta a história dos carros (se é que é boa ideia chamar-lhes carros…) mais loucos que podemos imaginar e dos seus pilotos que não lhes ficam atrás: Ricardo “Dick” Detestável, Muttley, Penélope Pitstop, Pedro Perfeito

DOROTHY E O FEITICEIRO DE OZ

Em destaque na programação do Boomerang, os episódios de Dorothy e o Feiticeiro de Oz, série de animação sobre um mundo de magia e fantasia baseada no maravilhoso clássico da literatura infantil O Feiticeiro de Oz, apresentam Dorothy, a Princesa da Cidade Esmeralda, personagem sempre preparada para entrar em ação e resolver qualquer problema que surja na terra mágica chamada Oz…

TAKING DOWN TAFFY

Esta nova série de animação original conta a história de Mrs. Muchmore, uma senhora muito rica que vive numa bela mansão com o seu fiel cão, Bentley, a quem não falta nada. Já o mesmo não acontece com o pobre guaxinim Scraggs, que passa os dias a rondar a propriedade e a contentar-se com os restos que encontra no lixo. Até que tem a ideia de disfarçar-se de um adorável gatinho para poder infiltrar-se na luxuosa mansão…

PAT O CÃO

Apesar do seu pequeno tamanho e da atitude brincalhona, Pat o Cão é um autêntico herói. Ele é a “estrela” desta nova série animada do Boomerang, série que apresenta Pat em grandes aventuras sem sair do seu quintal, voando para resgatar os amigos enquanto se esquiva de todos os obstáculos com que se depara pelo caminho…

Por Juan Zavala, diretor de Comunicação Turner Espanha e Portugal