Este projeto surgiu em 2015 e desde então tem vindo a crescer gradualmente. Boca Aberta são espetáculos pensados para a infância, que se apresentam tanto em jardins de infância da cidade de Lisboa, como no Salão Nobre do Teatro Nacional D. Maria II (TNDM), para escolas e famílias, e ainda em espaços como o Hospital Dona Estefânia. O projeto Boca Aberta tem parcerias com a Câmara Municipal de Lisboa, a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e o Centro Hospitalar de Lisboa Central.

Nesta 4ª edição, o Boca Aberta foi alargado a todos os jardins de infância da cidade, estando agora presente em mais de 70 salas de aula. Nos espetáculos são trabalhados textos que integram o Plano Nacional de Leitura, assim como clássicos da literatura e obras de autores portugueses e estrangeiros em vários géneros: do romance ao conto, do teatro à poesia.

A juntar aos espetáculos, o projeto Boca Aberta oferece ainda formação para educadores de infância e professores do ensino básico. Por estas oficinas, que acontecem anualmente, já passaram mais de 100 profissionais de educação.

A próxima obra a chegar ao palco Salão Nobre do TNDM, entre 11 de maio e 1 de junho, é o “Falas Estranhês?”, com encenação de Catarina Requeijo. Todos os sábados às 16 horas, três pessoas, que não são do mesmo lugar, nem têm a mesma língua, encontram-se.