As crianças com um comportamento rebelde ou mais desafiante (se preferir) têm mais tendência para em adultos ter ideais de esquerda. Esta conclusão foi retirada de um artigo publicado na revista Psychological Science sobre uma investigação realizada no Reino Unido.

A investigação contou com 16 mil participantes em dois estudos longitudinais no reino de sua majestade, mais especificamente com pais de crianças com idades compreendidas entre os cinco e sete anos de idade, que analisaram os comportamentos dos filhos em casa e o grau de hiperactividade e ansiedade, entre outros. A informação recolhida concluiu então que crianças com problemas de comportamento nesta idade revelam descontentamento económico e político, décadas mais tarde.

Gary J. Lewis da Royal Holloway da Universidade de Londres e um dos autores dos estudos explica que “as conclusões deste estudo indicam que as crianças que apresentaram níveis mais altos de problemas comportamentais são mais propensos a serem economica e politicamente desconfiadas do sistema”.

Lewis continua afirmando que estas associações podem ainda ter pouca “força”, mas que são consistentes ao longo de um período de 25 anos, sugerindo fundações precoces de ideais políticos. Salienta ainda que são necessárias mais pesquisas para detalhar e esclarecer a natureza destas associações a longo prazo.