Foto: Dino Parque

A grande novidade, um ano depois da abertura do Parque temático da Lourinhã, é um novo percurso com mais 30 espécies de animais marinhos integrados num ambiente aquático, de um passado longínquo. A viagem deste trilho tem início há 400 milhões de anos, no Silúrico, com escorpiões marinhos gigantes, passando por peixes couraçados de 6 metros, Dunkleosteus, o Super Croc, um crocodilo gigante de 8 metros que era capaz de caçar dinossauros e é o maior crocodilo de que se tem conhecimento na história.

Os visitantes vão ainda poder ficar a conhecer tartarugas de cinco metros, antepassados de baleias, ainda com pernas, e o fabuloso Megalodon, o tubarão de 14 metros, que caçava de emboscada como os atuais tubarões brancos.

A viagem acaba com o cachalote e a lula gigante, dois predadores e arqui-inimigos, a relembrar que assim como os gigantes do passado chegaram e desapareceram, também outros seres fantásticos atuais podem extinguir-se, como as baleias, os verdadeiros gigantes da nossa era.

Segundo o Diretor do Dino Parque, Luís Rocha este tema «dos monstros marinhos foi desde sempre uma temática pensada» para o parque devido à «ligação de Portugal ao mar e às lendas de monstros que nele habitaram», explicou.

Já o diretor científico do parque dos dinossauros da Lourinhã, Simão Mateus, referiu que os animais «estão representados à escala real o que permite uma experiência única aos nossos visitantes», pois ficam a conhecer «várias espécies que já se encontram extintas», acrescentou.