E foram também o ponto de partida para desenhar o programa educativo “Oceano – Educar para uma Geração Azul”, criado pela Fundação Oceano Azul e pelo Oceanário de Lisboa. Trata-se de um programa único de promoção da literacia do oceano, que ambiciona criar uma nova geração mais consciente da nossa relação com o oceano e capaz de promover activamente a sua conservação.

Actualmente, a sociedade tem um maior conhecimento das ameaças que o oceano enfrenta, como, por exemplo, o impacto que a poluição pelo plástico tem na biodiversidade marinha. No entanto, há ainda um enorme desconhecimento da nossa relação com o oceano – o impacto que exercemos e a dependência que temos do oceano para a nossa sobrevivência.

Neste sentido, o programa “Educar para uma Geração Azul” aposta na formação de uma nova geração com conhecimento sobre o oceano, consciente de que a sua protecção é uma responsabilidade de todos e activa na promoção de uma relação sustentável com o planeta.

O programa integra, pela primeira vez, de forma inovadora e simples, o oceano no currículo do primeiro ciclo do ensino básico. Através de actividades práticas, lúdico-pedagógicas, em sala de aula ou fora dela, os alunos aprendem sobre o funcionamento do oceano e a nossa interacção com o mar em múltiplas vertentes, indo para além dos aspectos de ecologia e funcionamento dos ambientes marinhos. Exploram-se, por exemplo, os princípios de economia e de direito do mar, a relevância que o oceano teve na história da humanidade, a sua importância para Portugal, as principais ameaças e acções que promovem a sustentabilidade e conservação do oceano, ou o que há ainda por descobrir.

Os conteúdos e as actividades propostas estão organizados de forma muito flexível, o que permite abordar o oceano do 1.º ao 4.º ano de escolaridade, no âmbito dos conteúdos curriculares de estudo do meio, português, matemática ou expressões artísticas e físico-motoras, ou ainda no âmbito da autonomia e flexibilidade curricular ou na educação para a cidadania.

Destinando-se aos alunos do primeiro ciclo do ensino básico, este programa tem como actores-chave os seus professores. Estes são os principais agentes da mudança que se ambiciona. Através de uma acção de formação inicial, os professores adquirem o conhecimento necessário para poderem abordar o oceano integrado no currículo ou no âmbito da flexibilidade curricular. Esta formação é complementada com a entrega de materiais de suporte com sugestões de várias actividades práticas para desenvolverem com os seus alunos.

O programa está ainda na sua fase piloto de implementação e sabemos que ainda há muito a fazer, para alcançar uma Geração Azul. Acreditamos que, com o compromisso dos professores, com o envolvimento dos alunos, com o apoio que temos da Direcção-Geral da Educação e das Autarquias, estamos todos a contribuir para construir um futuro mais sustentável e com respeito pelo oceano.

Artigo publicado na revista Kids Marketeer nº9 de Setembro de 2019.

Rita Borges, Gestora de Projectos de Educação, Fundação Oceano Azul