Um novo estudo descobriu que a “bolha de segurança” de uma mulher grávida aumenta durante o terceiro trimestre. Os cientistas da Universidade Anglia Ruskin e do departamento de obstetrícia e ginecologia do Hospital Addenbrooke realizaram uma investigação para determinar como a sensação do espaço peripessoal – assim identificado no estudo científico – da mãe se altera durante a gravidez.

O espaço peripessoal de um indivíduo é a área do espaço imediatamente ao redor do corpo, e é considerado por muitos como, aproximadamente, um braço de distância. A equipa de investigação avaliou 37 mulheres grávidas na primeira sessão de testes; 28 mulheres grávidas na segunda sessão e 20 mulheres grávidas na terceira e última sessão de testes.

De acordo com as descobertas do estudo, a sensação de espaço pessoal da grávida aumenta durante o terceiro trimestre da gravidez. Os investigadores afirmam que isso pode representar um mecanismo para proteger o abdómen de possíveis lesões de objetos ao seu redor. A coautora e professora de psicologia Flavia Cardini, diz que esse é «o modo de o cérebro garantir que o perigo seja mantido à distância», pois a gravidez envolve mudanças rápidas no corpo, «tanto externamente, como internamente, enquanto o feto está a crescer», acrescenta a especialista.

Os cientistas descobriram ainda que durante o segundo trimestre da gravidez e oito semanas após o parto, as mulheres não exibiram qualquer mudança na sua sensação de espaço pessoal. No início deste ano, outro estudo reportou que o exercício durante a gravidez pode ajudar a proteger as crianças da obesidade mais tarde na vida.