Na 18ª edição do Hospital da Bonecada, a organização propõe realizar o habitual hospital-modelo e estender a duração do evento principal de 9 para 10 dias, que este ano realiza-se, entre os dias 25 de Abril e 4 de Maio, na Praça Central do Centro Colombo.

O tema para esta edição é a “Criança com Doença Crónica”, que pretende reforçar a vertente solidária do projeto. Parte dos lucros reverte para uma instituição de solidariedade social que desenvolva o seu trabalho na área.

De forma a inovar e elevar a qualidade do projeto, o Hospital da Bonecada também pretende sair para fora da área da Grande Lisboa, com a realização de mais edições de pequenas dimensões e de curta duração, em diversas áreas do país. Além da organização de um segundo evento de grandes dimensões na segunda metade de 2019 e da definição de um objetivo atingir cerca de 5000 crianças ao longo de todo o projeto.

O Hospital da Bonecada foi criado em 2001 com base no projeto “Teddy Bear”, desenvolvido pela associação europeia de estudantes de medicina (EMSA). No ano letivo de 2006/2007 foi galardoado com o Prémio Hospital do Futuro, concedido pela Sociedade Portuguesa de Pediatria.

Trata-se, assim, de um projeto que quer erradicar a “síndrome da bata branca” nas crianças. No Hospital da Bonecada, as crianças levam os seus bonecos ao hospital para que sejam tratados, em várias salas, dinamizadas por estudantes de diversos cursos da área da saúde que assumem precocemente o papel de profissionais de saúde neste jogo de “faz de conta”. Este projeto conta ainda com a colaboração de voluntários dos cursos de Animação Sociocultural e Educação Básica, que entretêm as crianças na Sala de Espera.

A última edição do Hospital da Bonecada

Na edição passada, o projeto teve um crescimento importante, pois foi o refúgio de mais de 4000 crianças e contou com mais de 1000 estudantes universitários voluntários.