As Palavras que Fugiram do Dicionário apresentado por Ricardo Araújo Pereira

O novo livro de Sandro William Junqueira, ilustrado por Richard Câmara, contudo, chega às livrarias portuguesas no dia anterior.

Nesta obra, William Junqueira dá vida às palavras e compara um dicionário a uma casa, onde elas moram. Lá elas repousam do atarefado trabalho de andar de boca em boca, de cabeça em cabeça, de livro em livro. Menos as que decidiram fugir. O livro vai atrás das que nunca se deixaram apanhar pelo dicionário, para lhes tirar um retrato.

Oriundo do Zimbabué, antiga região da Rodésia, em 1974, Sandro William Junqueira, veio para Portugal dois anos depois. O autor já esteve associado a vários meios artísticos. Experimentou a música, escultura, pintura. Foi designer gráfico. Diz poesia e trabalha regularmente como ator e encenador. Leciona expressão dramática. É autor de projetos e ateliês de promoção do livro e da leitura.

No campo da escrita, William Junqueira publicou O Caderno de Algoz (Caminho, 2009), Um Piano para Cavalos Altos (Caminho e Leya Brasil, 2012), entre outros. Em 2012 foi considerado um dos escritores para o futuro pelo semanário Expresso.

Richard Câmara, o ilustrador d’ As Palavras que Fugiram do Dicionário, sempre esteve envolvido no meio artístico. Primeiro no circo da família, depois fundou uma escola de Ioga (alternativa), onde durante os exercícios se comem pastéis de nata a ouvir música country.

Ricardo Araújo Pereira apresenta “As palavras que Fugiram do Dicionário”
14 de Novembro
18 horas
Livraria LeYa da Buchholz
Lisboa