freestocks.org / Pexels

Viajar estimula a empatia, cultura, linguagem e até o desenvolvimento nas crianças. Quem avança esta informação é a revista Travel + Leisure com declarações de vários especialistas na área infantil.

De acordo com Robin Hancock, especialista em educação da ONG norte-americana Bank Street College “viajar tem o potencial de criar uma nova narrativa que ensina às crianças as semelhanças com os outros. Podemos criar uma geração que saiba viver e conviver entre si”.

A mesma especialista explica que o cérebro tem um desenvolvimento rápido nos primeiros cinco anos de vida e que todas as experiências que tenham lugar neste período de tempo são cruciais para o futuro. Robin Hancock acrescenta ainda que as viagens vão ensinar às crianças qual é o seu papel enquanto cidadão e que essa aprendizagem fica com a criança até esta atingir a idade adulta.

Por sua vez, Erika Levy da Universidade da Columbia salienta que viajar pode desenvolver as capacidades linguísticas dos mais pequenos. Tudo porque as crianças vão ter contacto com vários sons que, numa fase posterior, podem estimular o desenvolvimento linguístico.

De resto, os especialistas aconselham ainda os pais a criar tradições positivas – como o coleccionar algo que seja comum na maior parte dos destinos – assim como a passearem por locais menos turísticos para que as crianças conseguiam criar uma ligação com os locais que visitam.